Crítica | Oxigênio

Veja nossos últimos stories

O novo suspense da Netflix, Oxigênio, é uma obra de tirar o fôlego e que te fará suspirar profundamente a cada reviravolta. Uma mulher acorda e percebe que está presa em uma câmara criogênica, sem memórias de como foi parar ali, ela deve agir com precisão e calma para conseguir escapar. Quanto mais o tempo passa, mais desaparece o oxigênio e mais diminuem suas chances de sair dali com vida.

Divulgação / Netflix

Em Oxigênio estamos presos em um único cenário por quase 80% do filme com a personagem principal, vivida por Mélanie Laurent (Esquadrão 6). A razão dela estar lá e um mistério, que vamos desvendando junto a personagem, a partir das pistas que conseguimos gradativamente. O diretor Alexandre Aja (Predadores Assassinos), consegue nos deixar na ponta da cadeira com a tortura psicológica imposta a personagem do filme. Aja usa de modo hábil o desespero de vermos alguém em um lugar desconhecido e claustrofóbico para criar um suspense instigante. Além disso, o diretor consegue construir a trama com uma movimentação de câmera muito criativa, usando os menores espaços para filmar suas cenas. A maior parte do projeto se passa em um espaço de no máximo 1 metro cúbico.

O roteiro escrito pela estreante Christie LeBlanc é criativo, tirando algumas liberdades sobre o corpo humano e sobre o funcionamento das linhas telefônicas, o restante é muito bem escrito e muito inteligente. O longa nunca toma decisões fáceis e sempre opta pelo caminho menos clichê.

Atuação de Mélanie Laurent é ótima, a atriz consegue nos dar uma atuação que comove e que impressiona, afinal ela acorda num lugar desconhecido, sem memória e pra piorar seu oxigênio está acabando. Os efeitos especiais usados são bons, no geral, e passam realismo ao que vemos.

Divulgação / Netflix

Sem mais detalhes, para não estragar as surpresas do filme, Oxigênio é uma obra intensa e pra lá de original. Um dos melhores filmes da Netflix em 2021. Que venham mais obras de suspense assim!

Revisão Crítica

NOTA
Hiccaro Rodrigueshttps://estacaonerd.com
Eu ia falar um monte de coisa aqui sobre mim, mas melhor não pois eu gosto de mistérios. Contato: [email protected]

Deixe sua opinião!

Instagram

AS MAIS LIDAS

Confira a crítica de Lupin – Parte 2 Confira a crítica de “Quem Vai Ficar com Mário?” 3 filmes para ver no Dia dos Namorados! 5 Filmes para solteiros no dia dos namorados! Confira a crítica de Din e o Dragão Genial Confira a crítica de Ragnarok