Crítica | Uma Sombra na Nuvem (Shadow In The Cloud)

Veja nossos últimos stories

Chega ao serviço de streaming do Telecine, Uma Sombra na Nuvem (Shadow In The Cloud), longa que conta a história de uma pilota de avião na Segunda Guerra Mundial que viaja com um objeto ultrassecreto. Ao encontrar uma presença maligna no voo, sua vida ganha novos contornos, precisando que ela lute por sua vida em meio a uma guerra real.

Vertical Entertainment/ Divulgação

Uma Sombra na Nuvem é uma obra curiosa, primeiro pela sua sinopse e em seguida pelo desenvolvimento de sua trama. De início somos apresentados a um curta que fala sobre pequenos monstros que são os culpados pelo mau funcionamento do motor de aeronaves. Essa lenda urbana, se propagou durante a Segunda Guerra Mundial, dando origem ao mito dos Gremlins, que no cinema são conhecidos pelos filmes de Joe Dante. Esse curioso curta, inicialmente, mais nos deixa na dúvida do que esclarece algo. Sabendo disso, a trama segue e foca na personagem de Maude Garrett, vivida por Chloë Grace Moretz. Que também é misteriosa e carrega um pacote mais misterioso ainda. Esse início de filma intriga e prende o espectador, um belo acerto da direção de Roseanne Liang (Do No Harm) que após isso começa a revelar do que se trata sua trama. Tudo visto aqui é uma intricada e bem elaborada alegoria sobre o machismo e a sua toxicidade na sociedade. O roteiro escrito por Max Landis (Poder sem Limites) em parceria com Liang consegue resgatar questões históricas pouco abordadas: a da grande participação das mulheres na Guerra (em especial na segunda). Tudo que as mulheres sofrem na vida real é mostrado nos primeiros minutos da obra, após a protagonista embarcar no avião. Ela é alvo de desconfiança, comentários machistas sobre sua capacidade e sofre assédio moral e sexual. Essa análise fria e cruel da realidade é o maior ponto positivo dessa trama, que mescla essas deploráveis situações com o suspense, afinal existe algo a espreita e que ameaça a vida de todos.

Vertical Entertainment/ Divulgação

Porém, na parte do suspense/terror, o longa deixa a desejar. As situações criadas pelo roteiro esbarram em situações frágeis e justificativas simplórias (tolas), em especial no segundo ato em diante. Após a descoberta da criatura, o terror/suspense se diluí, ou ao menos não causa o impacto esperado. A criatura até tem um CGI aceitável nas cenas noturnas, mas perde alguns pontos quando se tem uma iluminação sobre a mesma, e para piorar ela não tem um visual ameaçador. As cenas feitas na escotilha claustrofóbica no primeiro ato são muito bem dirigidas e a diretora sabe bem usar os espaços, a direção de fotografia impressiona e também merece destaque. As cenas de ação são exageradas e divertidas, o que acrescenta bastante a trama e deve empolgar o espectador, em especial as que ocorrem dentro do avião. Quanto ao elenco, Chloë Grace Moretz (Tom & Jerry: O Filme) é a dona do pedaço e se diverte em cena. Sua personagem é forte, obstinada e decidida. O elenco masculino tem pouco tempo em tela e são representados por suas vozes e comentários no rádio. O filme é sem dúvida de Moretz.

Uma Sombra na Nuvem é um longa sobre empoderamento feminino disfarçado de terror. A trama consegue combinar elementos de um terror de baixo orçamento com questões históricas da Segunda Guerra Mundial e um bom comentário sobre o tratamento dado às mulheres na atualidade. Assista, se divirta e, se der, reflita.

 

Revisão Crítica

NOTA
Hiccaro Rodrigueshttps://estacaonerd.com
Eu ia falar um monte de coisa aqui sobre mim, mas melhor não pois eu gosto de mistérios.

Deixe sua opinião!

Instagram

AS MAIS LIDAS

Confira a crítica de O Legado de Júpiter Filmes para o Dia das Mães Qual a ordem cronológica de Star Wars!? Confira a crítica de Sem Remorso Os 5 grandes lançamentos do Disney+ em Maio de 2021 Confira os lançamentos de Maio na Amazon Prime Video