Novos desafios na luta contra o crime cibernético

Veja nossos últimos stories

O crime cibernético tem sido combatido com intensidade por empresas de segurança e governo. Apesar disso, os números de ataques crescem exponencialmente.

A internet se popularizou e junto com ela o crime cibernético. Cada vez mais se torna comum ouvir que usuários finais tiveram seus dados furtados e empresas informações comprometidas.

No Brasil, apenas no primeiro semestre de 2021, foram mais de 16,2 bilhões tentativas de ataques cibernéticos. Isso evidencia os riscos ao qual estamos expostos.

Conhecer quais são os crimes mais comuns ajuda a lidar com eles. Empresas de segurança acompanham o setor e as mudanças que ele vem passando ao longo dos anos.

Os ataques mais comuns

O ransomware no momento é um dos crimes mais comuns e lucrativos. Ele basicamente infecta os sistemas das empresas e furta as informações e dados importantes. Essas são criptografadas e não podem ser recuperadas.

- Advertisement -

Para que se volte a ter acesso a elas, os criminosos exigem o pagamento de um “resgate”. Com isso a organização pode voltar a ter acesso ao sistema.

Os malwares são outras ameaças comuns. Eles se instalam quando o usuário clica em links maliciosos e existe uma vulnerabilidade no sistema.

Esse crime cibernético tem a intenção de monitorar a máquina e obter informações como senhas, dados pessoais e bancários. Esse último tem sido bastante visado nos dias de hoje.

Os ataques DDoS são mais perigosos do que inicialmente se pode imaginar. Eles visam inundar os servidores com acessos múltiplos e fazer com que saiam de operação por sobrecarga.

Para causar esse ataque é necessária uma grande estrutura, para isso os criminosos podem usar máquinas infectadas sem que os usuários tenham conhecimento. A intenção é derrubar os servidores e ao mesmo tempo obter dinheiro.

O phishing é outro crime cibernético bastante comum e atinge principalmente os usuários desavisados. Por meio de links falsos consegue roubar dados e senhas. As pessoas que digitam as informações acreditam que estão utilizando um site seguro enquanto estão sendo enganadas.

Até mesmo o bullying virtual se encaixa na categoria de crime. Apesar dele não roubar informações ou causar prejuízos financeiros, pode trazer prejuízos. Esse normalmente são emocionais com ofensas e ameaças às vítimas.

Como lidar com o crime cibernético

Medidas simples e outras mais complexas ajudam a combater o crime cibernético. Uma forma de proteger os dispositivos é com a utilização de um antivírus.

Para isso, verifique qual software antivírus será bom para você porque ele deve ser compatível com as atividades realizadas.

Um firewall é outro componente que ajuda a criar uma barreira de proteção. Uma equipe de TI consegue estabelecer uma série de regras e identificar IPs suspeitos. Dessa forma se previne que o ataque aconteça.

As organizações devem abordar ações proativas. Medidas devem ser implementadas visando a proteção antes que algum problema aconteça. Os funcionários devem ser conscientizados sobre questões de segurança.

Somado a isso, o monitoramento de ameaças deve ser em tempo real. A IA tem sido grande aliada nesse aspecto.

Se os crimes têm evoluído, a segurança também avança. No mundo virtual não existe mais barreira física, os crimes podem ser iniciados em qualquer lugar e atacar qualquer território online.

Muitos acabam sendo delitos transnacionais e podem envolver grupos criminosos de diferentes países.

Nesse ponto entra a IA, que consegue aprender os ataques sofridos e enviar alertas antes que novos aconteçam. Com uma tecnologia baseada em nuvem, ela consegue analisar quantidade enormes de dados e identificar possíveis ameaças.

Muitas vezes, a detecção ocorre antes mesmo que chegue ao destino. As empresas de segurança têm investido nesse conceito e prevenido milhões de ataques cibernéticos.

O desafio está na utilização de um big data que possa trazer um retorno real. É preciso combinar as habilidades do ser humano com a inteligência artificial.

Apesar disso, é necessário sempre estar atento aos novos crimes. Novos ataques e cada vez mais potentes surgem constantemente. Esses precisam ser conhecidos para serem combatidos.

Somado a isso, estão as leis que visam endurecer as penalidades para o crime cibernético. A LGDP é uma delas e ao mesmo tempo que visa proteger o usuário estabelece regras para as empresas.

O crime cibernético cresce a cada dia porque cada vez mais as pessoas e empresas dependem da conexão com a internet. Os criminosos aproveitam da vulnerabilidade e criam formas de obter as informações e enriquecer com elas.

Deixe sua opinião!

Instagram

AS MAIS LIDAS

Casa Gucci – Confira a crítica do filme, por André Guerra Casa Gucci – Confira a crítica do filme La Casa de Papel 5 – Confira o título dos episódios finais Os 10 grandes lançamentos da Netflix em Dezembro de 2021 Gavião Arqueiro – Confira os easter eggs dos primeiros episódios Contos do Amanhã – Confira a crítica do filme