O Tradutor | Coletiva de Imprensa

Como já falamos na matéria anterior, o filme O Tradutor de Sebastián e Rodrigo Barriuso, conta a história de Malin, personagem interpretado por Rodrigo Santoro, que é um professor cubano de literatura russa, e vai trabalhar em um hospital de Havana como tradutor de todas as conversas dos soviéticos do desastre de Chernobyl com os médicos cubanos.


Tivemos a oportunidade de participar da coletiva de imprensa deste filme na última quinta-feira, 21/03, e foi uma coletiva bem curta, mas com a presença do diretor Rodrigo Barriuso e do ator Rodrigo Santoro


A coletiva começou com o Rodrigo Santoro falando sobre como e quando recebeu o convite dos diretores para estrelar o filme. Informou que no começo não entendeu como poderia o personagem ser cubano, professor de literatura russa e o ator escolhido, ele, ser brasileiro.



Entre muitos risos com os repórteres, o mesmo comentou ainda, que por inúmeras vezes pensou em não aceitar o papel, pois estava vivendo uma fase de contínuas gravações e estava se sentindo muito cansado, não tinha mais tempo para se cuidar. Porém, ressaltou que houve um determinado momento, em que recebeu o roteiro e ao ler, sentiu que deveria viver Malin, que a história era emocionante e então decidiu aceitar o papel.

O diretor Rodrigo Barriuso nos contou como foi dizer ao pai Manuel, que ele e seu irmão, o também diretor Sebastián Barriuso, fariam um filme sobre a história depois de 30 anos, e disse que isso foi contado por telefone, e no momento, seu pai ficou em silêncio. Depois, o mesmo ficou muito emocionado e até hoje se emociona, por ver a sua história sendo contada.
Santoro brincou que para aprender a falar russo para o filme, começou buscando no Google “como aprender russo em 4 semanas”. Disse ainda, que foi muito encorajador, que depois de aceitar o desafio do papel de Malin, teve que estudar muito o roteiro, e então separou as cenas em russo das cenas em espanhol. Pois, por ser uma das línguas mais difíceis, preferia atuar entendendo o que o outro ator estava dizendo, não queria só dizer as suas falas sem saber o que o outro estava dizendo, e para isso acontecer, teve uma professora no Rio de Janeiro que o ensinou muita coisa do russo.


Ainda durante a conversa, Rodrigo Santoro informou ter admiração pela língua, que acha as letras bonitas, mas de difícil compreensão, então, a partir disso, teve que criar seu próprio alfabeto fonético, onde escrevia do que jeito que teria que falar. Disse ainda, que não teve problemas com a entonação do idioma, porém, queria soar como alguém que tivesse fluência na língua, e que notou existir uma única semelhança entre o português e o russo, a sonoridade, e foi isso que te deu mais conforto, e conseguiu então focar em tudo que teria que trabalhar para as cenas e falas.

Barriuso conta que foi interessante contar a história desde o início, pois não foi complicado montar os objetivos, devido a história fazer parte de sua família e seu pai não ser uma figura pública. Falou ainda, que só precisou colocar em mesa todos os elementos de personalidade de seu pai, para a partir disso montar o personagem com as devidas características, o que era uma das principais metas.

Por fim, Rodrigo Santoro disse que receber este presente, o papel de Malin, foi uma oportunidade incrível, que durante o tempo de preparação, mergulhou de cabeça nos russos que tinha inspiração e também aproveitou para saber mais sobre as músicas, a cultura soviética, assim como também aprendeu muita coisa sobre a cultura cubana com o próprio Manuel.


Lembrando que o filme tem estreia prevista para 04 de Abril. Se assistir, nos conte o que achou.

Deixe sua opinião!

INSTAGRAM

SE LIGA

Os 10 melhores filmes de 2018

A cada ano que passa somos surpreendidos com filmes cada vez melhores. Muitos, claro, já são aguardados por serem alguma continuação. Outros são ótimas...

O Rei Leão | Em novo vídeo Simba, Timão e Pumba aparecem cantando Hakuna Matata; Confira!

Na última terça-feira (09), foi ao ar o programa “Jimmy Kimmel Live” com uma entrevista exclusiva de Donald Glover sobre “O Rei Leão”, na qual foi divulgado...