Crítica | Como Vender Drogas Online (Rápido) – 3ª Temporada

Veja nossos últimos stories

A série alemã Como Vender Drogas Online é uma das melhores obras da atualidade na Netflix. A terceira temporada estreou recentemente na Netflix, para a alegria dos fãs, e mostra que subverter ideias e propostas é a especialidade principal desta obra que está com uma trama sagaz e pra lá de afiada.

Moritz, Lenny e Dan rapidamente se tornam estrelas em ascensão com sua loja de drogas online – e, após conseguirem 1 milhão de euros, decidem fechar o negócio. A segunda temporada termina com o ápice de tensão nas alturas devido a ruptura dessa sociedade. A nova temporada começa mostrando as consequências bombásticas disso, correto? Não! A obra minimiza ao máximo, num primeiro momento é começa a mostrar o quão imprevisível será essa nova temporada. As consequências dessas ações não são esquecidas, mas guardadas como trunfo para serem utilizadas, com sabedoria. A temporada segue divertida e rápida de se consumir (o que tem seu lado ruim). A direção segue muito ágil e a trama aposta em reviravoltas que deixaram o espectador na ponta da cadeira.

A série alemã criada por Philipp Käßbohrer e Matthias Murmann, segue dando espaço para que alguns coadjuvantes brilhem e segue aprofundando as relações dos protagonistas entre si e com os demais personagens de modo crível, ampliando o universo da série. Mas ao mesmo tempo que temos essa lapidação, temos uma preparação para o fim, em especial pelo fim da temporada que deixa a história em aberto, mas também fecha de modo eficiente as pontas soltas. Temos a presença de easter eggs da cultura pop (no episódio da festa) e até de episódios icônicos da série, como a tartaruga visto na primeira temporada e o chapéu verde da segunda, além de outros que aparecem aqui e ali). A narrativa consegue ser debochada e ácida ao mesmo tempo que aborda alguns drama dos adolescentes, como a pressão para o vestibular alemão. As piadas com a Netflix (quebrando a quarta parede) e com a própria produção, o que faz com que a série não se leve a sério demais, o que é algo divertido.

O destaque da produção segue sendo Maximilian Mundt que mostra o quão Moritz está descontrolado com maestria. É impossível não amar odiar o seu personagem, que erra, peca e decepciona, mas sempre com algumas boas intenções. A nova adição ao elenco é útil para a narrativa, mas apenas isso. Lena Klenke amadurece muito no quesito interpretativo e a mudança de postura de sua personagem é algo bom para a série. A estética e fotografia da série continuam beirando a perfeição!

Como Vender Drogas Online Rápido é uma grata surpresa na Netflix e consegue representar bem o crescimento rápido e imprevisível dos seus personagens e dos negócios (ilegais) do mundo digital. Caso este seja o fim da série, a produção termina de modo crível e bastante satisfatório.

Revisão Crítica

NOTA
Hiccaro Rodrigueshttps://estacaonerd.com
Eu ia falar um monte de coisa aqui sobre mim, mas melhor não pois eu gosto de mistérios. Contato: [email protected]

Deixe sua opinião!

Instagram

AS MAIS LIDAS

A Menina que Matou os Pais – Confira a crítica do filme O Menino que Matou Meus Pais – Confira a crítica do filme Os 5 grandes lançamentos da Netflix em Outubro de 2021 What If…? – Confira os easter eggs do sétimo episódio! A Casa Sombria – Confira a crítica do filme Confissões de uma Garota Excluída – Confira a crítica do filme