qui, 13 junho 2024

Crítica | Desapega!

Publicidade

O Brasil é um país naturalmente bem humorado, mesmo com todos os problemas que afligem a nossa sociedade o brasileiro tem em seu DNA, um cromossomo voltado em ver o lado bom das coisas e com isso consegue brincar com algumas situações e se distrair, esquecendo assim dos problemas do dia a dia. Esse ponto de vista otimista é muito perceptível, em alguns setores da nossa sociedade e o cinema não é indiferente a isso. O público quase sempre opta, e gosta de ver comédias nacionais quando vai ao cinema. Para aumentar a lista de boas produções nacionais do gênero, já está nos cinemas Desapega!. A produção é estrelada por Glória Pires (Flores Raras), Maisa Silva (De Volta aos 15), Marcos Pasquim (O Quinto dos Infernos) e grande elenco.

Depois de controlar o seu vício em compras, Rita assume a liderança de um grupo de apoio a compradores compulsivos para ajudar outras pessoas a dar a volta por cima. Ela também começa um novo romance com Otávio e parece que nada pode apagar o seu brilho. Mas Duda, sua única filha e melhor amiga, revela que tem planos de sair de casa. Agora, Rita precisa aprender a arte do desapego.

Desapega! é uma comédia nacional simples, honesta e que consegue abordar os seus temas com leveza, sem deixar de dar importância a eles. A produção dirigida por Hsu Chien (Quem Vai Ficar com Mário?) aposta no que possui de melhor: roteiro e elenco. O texto escrito pelo diretor em parceria com Leandro Matos (Divã a 2) consegue construir um relação familiar que fará com que os espectadores se identifiquem e desenvolve suas piadas sobre o consumismo exagerado e as relações familiares de modo criativo e bem humorado. A direção de Chien dá espaço para que o elenco brilhe e se divirta com seu texto. O resultado dessa escolha é bastante positivo.

Publicidade

O elenco principal está muito bem e consegue com seus personagens e carisma brilhar! Glória Pires está ótima em cena e junto com a trupe de viciados composta por Polly Marinho (Duas de Mim), Carol Bresolin (Sem Sinal), Matheus Costa (Chico Xavier) e Wagner Santisteban (Sandy & Junior) consegue arrancar boas risadas, sendo esses os melhores momentos da trama. Maisa Silva é puro carisma e seus momentos com Pires em cena, são singelos e tocantes. Marcos Pasquim tem muita química com Pires e o casal consegue dar muita credibilidade ao romance apresentado. O problema da história reside na relação familiar que demora para apresentar o grande problema da história. Além disso, as origens do vício da personagem de Glória Pires são abordados de modo muito superficial e deixam a desejar, mas nenhuma dessas questões atrapalha a diversão. Por fim o diretor insere diversos easter eggs à história e deve fazer a alegrias dos fãs da cultura pop, em especial .

Despega! é uma comédia nacional divertida e despretensiosa, que atinge o seu objetivo de entreter com bastante louvor. Assista e reflita sobre seus hábitos de consumo. Rir é de graça, aproveite o filme e ria sem moderação!

Publicidade

Publicidade

Destaque

Crítica | Aumenta que É Rock ‘n Roll

Na década de 1980, Luiz Antônio é um atrapalhado...

Heineken realiza watch parties da final da Champions League neste sábado (01/06)

Patrocinadora oficial da UEFA Champions League pelo 18º ano...

Crítica | Os Observadores

Uma artista de 28 anos fica presa em uma...

Crítica | Divertida Mente 2

A Pixar/Disney nos últimos anos vem sofrendo de problemas...
Hiccaro Rodrigues
Hiccaro Rodrigueshttps://estacaonerd.com
Eu ia falar um monte de coisa aqui sobre mim, mas melhor não pois eu gosto de mistérios. Contato: [email protected]
O Brasil é um país naturalmente bem humorado, mesmo com todos os problemas que afligem a nossa sociedade o brasileiro tem em seu DNA, um cromossomo voltado em ver o lado bom das coisas e com isso consegue brincar com algumas situações e se...Crítica | Desapega!