Crítica | Pieces Of A Woman

Veja nossos últimos stories

Pieces Of A Woman é o primeiro filme do diretor húngaro, Kornél Mundruczó (A Lua de Júpiter), na língua inglesa. Um drama seco e que tem uma performance impressionante de Vanessa Kirby (The Crown). Apesar da narrativa trágica e deveras cruel, o longa não possui um ar piegas ou deprimente. O luto e outros temas importantes são tratados com delicadeza e atenção. Um filme que certamente terá indicações ao Oscar e com méritos.

Pieces of a Woman Shia LaBeouf Vanessa Kirby . Credit: Netflix

A trama gira em torno da jornada emocional de uma mãe que acaba de perder seu bebê. Diante dessa perda ela terá que lidar com as consequências que seu luto tem nas relações com o marido e a sua mãe, lutando para que seu mundo não desabe por completo. Mundruczó coloca o espectador dentro das cenas ao trabalhar com uma câmera extremamente imersiva. Acompanhamos diversos momentos do casal protagonista e ficamos tão imersos que é impossível não se importar com as cenas a seguir. Para completar tudo é feito em reflexivos e demorados planos sequências que não se afobam e deixam tudo ocorrer no seu tempo. A cena de abertura tem duração de 25 minutos, sem cortes aparentes. Nela temos um mix de sentimentos que dão um norte à trama.

Netflix/Divulgação

A direção de fotografia consegue estabelecer bem a passagem de tempo após a sequência inicial. O diretor para mostrar a evolução do relacionamento usa uma ponte, como metáfora, além de outros elementos visuais que são bastantes interessantes.

Kirby mostra a razão pela qual ela venceu o prêmio de Melhor Atriz em Veneza e deve ser indicada ao prêmio de melhor atriz no Oscar 2021. Além disso sua atuação reprimida e pouco expressiva em alguns momentos, e, explosiva em outros é magnífica. Mesmo sem falar muito ela diz muito através de seu olhar. Junto a essa atuação o restante do elenco também se destaca. Ellen Burstyn que faz a mãe controladora da personagem de Kirby, tem uma atuação monstruosa, no bom sentido, com Kirby. Todos os atores em cena, mesmo com pouco tempo possuem uma função importante. Shia Labeouf (Transformers) tem uma boa atuação, mas pode prejudicar o filme na corrida ao Oscar devido as acusações que recebeu de sua ex-namorada. Seu personagem comete os mesmos erros das acusações que o ator recebeu na vida real, mas isso é assunto para outro momento.

O roteiro de Kata Wéber (Deus Branco) consegue aprofundar a personalidades dos personagens em poucas cenas, conseguimos sentir a dor que é perder um filho e sentir vergonhas das atitudes que o marido tem com sua esposa. A cena do tribunal é um exemplo de todo esse sentimento à flor da pele que a trama carrega guardada consigo.

Netflix/Divulgação

Pieces Of A Woman é uma obra refinada que possui atuações de primorosas, em especial a de Kirby, uma direção detalhada e minuciosa de Mundruczó, e um roteiro perspicaz que trabalha diversos de modo delicado e intimista. Um filme que ficará marcado na memória.

Revisão Crítica

NOTA
Hiccaro Rodrigueshttps://estacaonerd.com
Eu ia falar um monte de coisa aqui sobre mim, mas melhor não pois eu gosto de mistérios.

Deixe sua opinião!

Instagram

AS MAIS LIDAS

Confira a crítica de Amor e Monstros Especial 10k no Youtube 3 estreias da Netflix para ver nesse final de semana Confira a crítica de Radioactive As 3 séries mais vistas na Netflix Confira o trailer de Army of The Dead