Crítica | Uncle Frank

“Eu sou eu e minha circunstância”, já dizia o ensaísta José Ortega y Gasset. No drama Uncle Frank, essa realidade não é muito diferente. Nós já sabemos o impacto que uma ação – ou neste caso, negação – pode ter no futuro e, infelizmente, vivemos em uma época que as questões psicológicas ainda tornam – se um tabu, comumente desassociados de seus significados reais. É, assim, que o velho debate entre as perspectivas acerca da diversidade de gênero e orientação sexual reaparecem, mas dessa vez para nos mostrar que o passado tem (e muito) o que ensinar ao futuro, de modo que circunstâncias vividas e enfrentadas anteriormente sirvam de instrumento de mudança para as atitudes futuras da sociedade. 

O longa conta com alguns atores conhecidos em seu elenco, como Sophia Lillis (I’m Not Okay With This e It), Paul Bettany (Gangster No. 1 e Vingadores: Guerra Infinita) e Margo Martindale (Justified e The Americans), o drama é bem desenvolvido, principalmente em sua série de eventos, levando o telespectador a presenciar, algumas vezes, uma mudança de cenário e perspectiva que endossa o roteiro, muito bem escrito por Alan Ball (Beleza Americana). 

Foto: Prime Vìdeo/Divulgação

O filme tem como personagem principal o próprio Frank Blesdsoe (Paul Bettany), sua sobrinha Beth Blesdsoe e o seu companheiro Walid. A história desenrola – se à medida em que conhecemos o universo de Frank à luz das experiências de sua sobrinha, ainda jovem e imatura. De modo bem sutil, para bons entendedores, alguns detalhes podem ser percebidos desde o começo, através de ações e objetos. Além disso, cabe destacar uma ambientação bem pertinente, o uso de cores, tons e até mesmo figurino foi extremamente fiel à época em questão. 

Um dos pontos mais interessantes da trama, que talvez possa ter passado despercebido por alguns, é a relação em que a audiência cria com a personagem Beth, que aparece sendo um elo entre a família de Frank e a vida em Nova Iorque que ele desenvolveu.  Em geral, podemos ver personagens que, com todos os esforços, buscam sua liberdade à medida em que passam pelas dificuldades da sociedade da época. 

Uncle Frank é um filme bucólico, emocionante, forte e que demonstra como o amor pode quebrar muros que friamente construímos entre nós. O filme tem estreia marcada para o dia 25 de novembro de 2020 na plataforma do Prime Vídeo.

NOTA
Luíza Rochahttp://estacaonerd.com
Ninguém é feliz por completo. Ou falta assistir um bom filme ou falta dormir.

Deixe sua opinião!

Instagram

AS MAIS LIDAS

Liam Neeson anuncia aposentadoria dos filmes de ação

Liam Neeson revelou ao Entertainment Tonight, que está ficando velho demais para o filmes de ação e vai se aposentar do gênero. Confira:

Fortnite | Epic Games revela novo teaser para estreia do Predador no game; Veja!

A Epic lançou mais um teaser de Fortnite revelando a chegada do Predador. Confira: https://twitter.com/FortniteGame/status/1351575151331090432 A...

Uncharted | Estreia é adiada para 2022

Uncharted acaba de ter sua estreia nos cinemas adiada pela Sony Pictures. O longa iria estrear em 16 de julho de 2021, mas...