Crítica | Pequenos Grandes Heróis

Veja nossos últimos stories

As Aventuras de Sharkboy e Lavagirl, foi um filme infantil que fez sucesso em 2005. O longa foi um dos primeiros da safra de super heróis, que abordou o universo, hoje, dominado pela DC e Marvel de modo lúdico e voltado 100% para a criançada. A Netflix resolveu reviver a franquia com uma sequência peculiar e que irá divertir a garotada e os fãs do primeiro filme. Estreia no natal de 2020, Pequenos Grandes Heróis, longa dirigido e escrito por Robert Rodriguez (Alita: Anjo de Combate).

Netflix/Divulgação

A nova aventura ocorre no mesmo universo do primeiro filme. Estrelado por um elenco adulto de respeito: Pedro Pascal (Mulher Maravilha 1984), Boyd Holbrook (O Predador), Priyanka Chopra (Megarrromântico), Christian Slater (Mr. Robot) e Taylor Dooley (Uma Noite Muito Louca) o elenco adulto tem pouco destaque na trama e o foco fica em grande parte na criançada que se diverte em cena. Alguns dos atores mirins estão bem tímidos em suas atuações, mas nada que prejudique a narrativa. O roteiro criado por Rodriguez é o mais nonsense possível e faz uma paródia com os super grupos de heróis da DC e Marvel. O diretor sabe de suas limitações e não se leva a sério em momento nenhum. Isso para a criançada é bom, mas para os adultos que forem acompanhar isso pode incomodar um pouco, já que a história começa do nada, se atropela em alguns momentos no 2º ato e chega aos trancos e barrancos no fim. As piadas do filme são as mais bobas que você pode imaginar e a mensagem do filme sobre inclusão que a trama passa é bem vinda e bastante necessária.

Netflix/Divulgação

O ponto mais positivo da direção de Rodriguez é na estética 3D e nos efeitos especiais, que remetem muito ao que foi visto no primeiro filme. Os poderes dos pequenos heróis são bem criativos e sua execução no filme funcionam. O tom extremamente fantasioso do enredo, combina com a proposta colorida e exagerada do diretor, que deseja apenas divertir o seu público alvo (espectadores com menos de dez anos ou pessoas que não liguem para detalhes técnicos).

Pequenos Grandes Heróis é um filme descompromissado e que tem como único foco divertir os pequenos, e o Tio Rodriguez consegue. A trama carece de lógica e sentido, mas quando se tem 10 anos de idade, quem liga pra isso? Nesse feriado o longa é uma boa pedida para os pequenos.

Revisão Crítica

NOTA
Hiccaro Rodrigueshttps://estacaonerd.com
Eu ia falar um monte de coisa aqui sobre mim, mas melhor não pois eu gosto de mistérios.

Deixe sua opinião!

Instagram

AS MAIS LIDAS

Confira a crítica de Amor e Monstros Especial 10k no Youtube 3 estreias da Netflix para ver nesse final de semana Confira a crítica de Radioactive As 3 séries mais vistas na Netflix Confira o trailer de Army of The Dead