dom, 27 novembro 2022

Os 10 melhores filmes de 2021

Publicidade

O ano de 2021 chegou ao fim! Seguimos enfrentando diversos problemas e tendo muitas perdas, muitas frustrações e raras surpresas. Algumas dessas surpresas ocorreram nos cinemas que conseguiram retomar o funcionamento nos proporcionando raros momentos de alegria, reflexão e diversão. Dessa forma, como de costume, nós do Estação Nerd fizemos a nossa lista com os 10 melhores filmes de 2021!

Confira então nossa lista com os 10 melhores filmes de 2021:

10. Deserto Particular

“Deserto Particular faz de sua história de amor uma esperança para tempos mais conturbados, onde podemos acreditar numa conciliação e na saída para as violências propagadas a esmo pela derrocada político-moral. É bonito ver essa sensibilidade num momento em que ser sensível demostra fraqueza e que demonstrar o afeto torna-se motivo de julgamento. Talvez o filme ganhasse os holofotes em outro contexto, mas ser um símbolo de resistência num país tão fragmentado certamente eleva muito sua potência de atingir a maior quantidade possível de pessoas. “

09. O Esquadrão Suicida

Publicidade

“O Esquadrão Suicida é absurdo e divertido pra c@r*lh#! Um dos melhores filmes do DCU e da carreira de James Gunn. Que as próximas aventuras da DC nos cinemas deixem os diretores terem a sua liberdade criativa. Eles agradecem e o público também.”

08. Noite Passada em Soho

“Um dos melhores casos recentes de um filme que usa a nostalgia não para domesticar o público mas para remodelar cinematograficamente elementos do passado e, assim, ressignificar o presente. Um protagonista, tal como uma Coraline, se sente órfã (literalmente) e deslocada daquele mundo, mesmo que possua sonhos dentro dele. O apresso dela pela época, numa ingenuidade característica justamente de outro tempo, carrega o espectador com o deslumbre de um sonho muito bem orquestrado nas duas primeiras vezes em que ela fusão no passado. Chega um ponto em que a direção e o roteiro assumem uma fantasmagoria como parte concreta daquele mundo e lidam com ela com uma convicção necessária para que as cenas mais absurdas figurem entre as mais gostosas de se assistir do ano.”

07. Maligno

“Maligno é uma homenagem sangrenta e pra lá de divertida aos clássicos filmes de terror de diferentes épocas. James Wan revisita obras de sua autoria e outras que influenciaram a sua carreira para comprovar que é o melhor diretor do gênero na atualidade, mesmo não levando a trama a sério e nem tendo tantos sustos, esse é um dos melhores filmes de terror do ano!”

06. O Último Duelo

“Em mais uma realização brilhante de Ridley Scott, seu último trabalho é provocador e polêmico o bastante para ocasionar uma reflexão do espectador, embora seja passado em outros tempos. Será a sociedade tão diferente do que na Era medieval? Será que nossa evolução foi significativa o suficiente para mudarmos antigos conceitos? Será que a dignidade vale mais que a justiça? Perguntar exprime o que as obras audiovisuais desejam alcançar: o eco na mente do público. O objetivo aqui, então, foi concluído, com o bônus do tilintar das espadas no ouvido do espectador e um choque emocional, com direito a avaliação de pensamento, em sua cabeça. “

05. Annette

“O filme é quase um primo em segundo grau de Holy Motors, no sentido da devoção assumida pela perfomance, pela essência da encenação como um veículo para as emoções mais verdadeiras. Como se os personagens só conseguissem expressar seus sentimentos (conflituosos e não raro sombrios) através da música, do exagero dos gestos. Não há limites para tal: todos os cenários são palcos. E nada mais coerente do que os protagonistas serem celebridades e o próprio filme tratar a relação deles como algo idealizado mesmo em sua tragédia.”

04. Duna

“Duna é um deleite para os olhos, com uma estética impressionante,  e uma aula de inteligência para os que apreciam o desenrolar de um longa-metragem sem muitas firulas nem exposições. Por ter uma narrativa que dá preferência para o total entendimento do universo de Arrakis (incluindo seus termos) e não para a praticidade e ação inseridos nessa esfera, dado que estas têm hora certa para iniciar, a obra não deve agradar a todos. Contudo, o desfecho em aberto deixado pela grande produção, que custou cerca de 165 milhões de dólares, traz a indagação de se de fato terá uma segunda parte e, se houver, qual será o verdadeiro significado dela para os leitores de Duna, os amantes dos filmes anteriores e os novos adeptos que agregaram-se com o Duna de Villeneuve. Agora resta esperar os próximos passos daquela que tem uma forte propensão a ser a nova franquia do momento.”

03. Tempo

Publicidade

“Diversos filmes abordam essa temática que parece se repetir em uma espécie de semelhança com o público; afinal, todos crescem uma hora (é o que dizem). O desafio de se deparar com as mudanças pessoais e espaciais tem tanto poder quanto uma jornada do herói enfrentando as forças malignas que dominam o mundo. Ambas partem do mesmo princípio de sair da zona de conforto, encarar a realidade e abandonar uma vivência que não existe mais. Shyamalan entende o crescimento como parte natural, mas não aceita que precisamos apagar nosso lado infantil por uma ridicularização social. Dois irmãos de 50 anos podem brincar de fazer castelos de areia antes de encararem uma possível morte. E onde está a saída para esta situação desesperadora? Numa carta codificada entre dois amigos. É o resgate de uma época esquecida que nos mantém vivos.”

02. Matrix Resurrections

“Matrix Resurrections aproveita de sua função enquanto produto mercadológico para trazer de volta aquilo que guiava seus personagens. Num cenário de constantes exposições causadas pela acirrada disputa nas salas de cinema ou de relevância enquanto provação de material artístico, Matrix convida o espectador a rejogar o jogo não como um aprisionamento, mas uma chance de se apaixonar novamente pelo cinema. Os problemas existem e as questões continuam surgindo. Só o que resta é focar no amor e disso tirar uma boa história.”

01. Ataque dos Cães

“Ataque dos Cães se faz thriller farsesco. Ao encarar a abertura ao novo como, também, vulnerabilidade à inversão de papeis de dominante e dominado, Campion encerra em tom mordaz um filme que carrega em si traços dos mais cerebrais exercícios de um P.T. Anderson em harmonia com a maleabilidade moral e iconográfica dos faroestes revisionistas.”

Claro que muitos ótimos filmes não entraram na lista, mas deixamos menções honrosas a:

Halloween Kills: O Terror Continua

Cry Macho: O Caminho para a Redenção

Publicidade

A Família Mitchell e a Revolta das Máquinas

Tick, Tick…Boom!

007 – Sem Tempo para Morrer

A Lenda de Candyman

FELIZ 2022 PESSOAL <3

Publicidade

Destaque

A Casa do Dragão | Série deverá ter 4 temporadas!

George Martin, autor da obra original e um dos...

Adão Negro | Ator revela bastidores dos efeitos visuais do filme; Confira!

Dwayne Johnson revelou no Instagram algumas fotos dos bastidores da...

Abracadabra 2 | Sequência ganha cartazes individuais do Disney+; Confira!

O Disney+ revelou os primeiros cartazes individuais de Abracadabra...
Hiccaro Rodrigueshttps://estacaonerd.com
Eu ia falar um monte de coisa aqui sobre mim, mas melhor não pois eu gosto de mistérios. Contato: hiccaro.rodrigues@estacaonerd.com

Deixe um comentário